O Pintinho 2

O Pintinho 2: Para Sempre Classe Média é a segunda antologia dos quadrinhos de Alexandra Moraes. Desenhadas com o rudimentar software de desenho Paint, que deixa um efeito pixelada na arte, O Pintinho tem como característica um humor cáustico e inteligente. As tirinhas agora ganham novos personagens, como Zé Sexo, Abortinho, Dinossauro Attheo e outros coadjuvantes que nunca haviam ganhado vida em versão impressa. Para abrir o livro, há mais de dez tiras inéditas, uma surpresa para os milhares de seguidores da tirinha na internet.
As histórias têm como eixo central os diálogos entre um pintinho insolente e uma mãe indolente. O quadrinista Bruno Maron assina o prefácio do livro e destaca o tratado sobre o cinismo que a autora fez em tempos em que humoristas são forçadas a explicar a própria ironia.
O Pintinho 2: Para Sempre Classe Média é o livro nº 5 da Lote 42.
Especificações Técnicas

O Pintinho 2: Para Sempre Classe Média autora Alexandra Moraes ISBN 978-85-66740-05-9 idioma português dimensão 9 x 14 cm edição 1ª, 2014 número de páginas 96 tradução Cecilia Arbolave edição geral João Varella, Thiago Blumenthal e Cecilia Arbolave capa e projeto gráfico Maurício Nisi Gonçalves 

O Pintinho 2: Para Sempre Classe Média  autora Alexandra Moraes ISBN 978-85-66740-05-9 idioma português dimensão 9 x 14 cm edição 1ª, 2014 número de páginas 96 tradução Cecilia Arbolave edição geral João Varella, Thiago Blumenthal e Cecilia Arbolave capa e projeto gráfico Maurício Nisi Gonçalves 

“O leitor terá a oportunidade de pintar cenas maravilhosas do cotidiano, como situações com ônibus lotado, prestações atrasadas, relações familiares, entre outras. O que não pode é seguir o traço fino da arte, há de estabelecer uma perfeita harmonia com o que é proposto (fica a dica!).” LiteraturaBR

“Alexandra Moraes satiriza moda de obras terapêuticas com sua tira O Pintinho, com traço feito no Paint. Nada de mandalas, flores, passarinhos, florestas encantadas. No livro, as atividades dizem respeito às desventuras da classe média brasileira.” O Grito!